O Valor do Trabalho - Kris Vallotton

Maio 23, 2016

O Valor do Trabalho

Eu nunca fui um grande estudante na escola. Na verdade, eu não era bom em nada naquilo que os meus colegas valorizavam. Eu era forte e rápido, mas eu não conseguia ver bem o suficiente (e recusava-me a usar óculos) para me tornar um atleta de destaque. Eu não aprendi a ler até aos meus 19 anos, por isso, eu não era, certamente, um intelectual durante esses anos de crescimento. Mas eu possuía (e ainda possuo) duas qualidades que o meu avô me ensinou: trabalho árduo e perseverança. Eu, geralmente, trabalho mais do que os meus colegas e NUNCA desisto!

Eu comecei a trabalhar a tempo inteiro aos 15 anos de idade, e nunca estive sem trabalho por mais de 3 dias, desde então. Honestamente, eu não percebo as pessoas que não conseguem encontrar um trabalho. Obviamente, encontrar um trabalho que tu gostes, bem, isso é outra coisa. Mas deixar que o governo ou alguém tomar conta de ti, enquanto tu és suficientemente capaz de fazer alguma coisa – algo produtivo – parece-me errado.

Trabalho VS. Bem-Estar

Eu já ouvi muitas pessoas dizer coisas como, “Porque é que eu devo ir trabalhar e ganhar o salário mínimo, quando a assistência social paga-me o dobro para ficar em casa?”

Homem! Onde é que está a tua dignidade? Como é que tu vives contigo mesmo quando pessoas vão trabalhar todos os dias para cuidar de ti, e tu ficas em casa a vê-los trabalhar?

Na verdade, a Bíblia diz, “… se alguém não quiser trabalhar, não coma, também.” (2 Tess. 3:10)

O apóstolo Paulo seguiu dizendo, “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel.” (1 Timóteo 5:8)

Eu já consigo ouvir agora, “Kris, tu estás a ser tão crítico!”

Não fui eu que disse isto, eu apenas citei a Bíblia!

Claro que existem circunstâncias reais que fazem com que seja quase impossível uma pessoa trabalhar. Se isto se aplica a ti, então eu não estou a falar sobre ti! Mas, mesmo que haja uma razão pela qual tu não podes trabalhar; a maior parte de vocês podem encontrar maneiras critivas de servir a vossa comunidade e ajudar a vossa cidade a tornar-se um sítio melhor para se viver.

Benefícios do Trabalho

Existem vários benefícios por trabalhar:

1. O trabalho árduo cria um sentimento de posse sobre as coisas que nós compramos. Em contraste, as pessoas não costumam tomar conta das coisas que lhes foram dadas de graça.

2. O trabalho contribui para o bem-estar na família e comunidade, na qual, outros beneficiam do nosso trabalho.

3. Nós fomos “criados em Cristo Jesus, para as boas obras.” Portanto, quando nós trabalhamos estamos a cumprir o propósito que Deus nos deu.

4. As outras pessoas vêem as nossas “boas obras” e dão honra a Deus por (e através) das nossas vidas. Por outras palavras, boas obras dão glória a Deus.

5. Deus disse a Caim, “Se fizeres bem, não se alegrará o teu rosto?” Ou seja, o trabalho ajuda a nossa auto-estima.

6. O trabalho árduo também nos dá um sentimento de propósito – a razão para respirar ar e ocupar espaço. É triste ver como tantas pessoas vivem a suas vidas inteiras à espera da reforma, e depois morrem dois anos depois de deixarem de trabalhar.

7. De acordo com Salomão, um trabalho sábio e árduo leva a prosperidade e abundância. Mas, a preguiça acaba em pobreza.

8. O facto de trabalharmos com outros para realizar objectivos une-nos e dá-nos um sentimento de pertença a algo importante.

9. Uma mente inactiva é um salão de jogos para o diabo; portanto, trabalho árduo é guerra espiritual! Ocupa as nossas mentes com pensamentos produtivos e por isso (porque nós não conseguimos pensar em duas coisas ao mesmo tempo) deixa menos espaço para pensamentos destrutivos.

Na verdade, quando a taxa de desemprego aumenta numa cidade, a maior parte das outras estatísticas sociais negativas também aumenta. Um aumento nas taxas de crime e divórcio, como também, um aumento de doenças mentais são apenas poucos exemplos do impacto que o desemprego tem numa comunidade.

10. O trabalho árduo é geralmente bom para os nossos corpos físicos, providência exercício, o que ajuda a melhorar o nosso bem-estar. Claro que isto depende no tipo de trabalho que tu tens.

11. O trabalho árduo estabelece um exemplo aos nossos filhos sobre como pessoas nobres obtém riqueza e providenciam para aqueles que estas amam.

12. A Heidi Baker disse, “O Amor parece-se a alguma coisa.” Portanto, trabalhar é uma maneira muito boa para dizer “Eu te amo” às nossas famílias.

13. O trabalho árduo e uma sábia administração são a fundação para deixar uma herança aos nossos filhos. Provérbios coloca isto desta forma: “Um homem de bem deixa uma herança aos filhos dos seus filhos.” Por isso, dinheiro obtido através de trabalho é uma expressão justa de uma mentalidade de legado.

Pedir Esmolas VS. Dar a Mão

Estes são apenas alguns dos muitos benefícios do trabalho árduo. Portanto, com estas coisas em mente, é fácil de perceber porque é que dar esmolas às pessoas (em vez de dar a mão) na verdade desvaloriza o seu destino divino, e perpetua uma cultura co-dependente. Não somente as esmolas atrasa o inevitável, elas, na verdade, validam o espírito de direito a algo e aumenta o ciclo da pobreza!

Eu trabalhei exclusivamente com pobres, nos primeiros 20 anos do meu ministério, e a dura realidade é (com algumas excepções) que eu nunca conheci um grupo de pessoas tão gratas em toda a minha vida. Ao contrário da opinião popular, eu não acredito que ser pobre te faça necessariamente humilde. Na verdade, o orgulho de muitas pessoas mantém-nas pobres. Algumas se recusam a trabalhar num lugar de principiante porque pensam que é um nível abaixo deles, enquanto outros são tão arrogantes que não deixam que um chefe lhes diga o que fazer! “Cruel!” dizes tu. Talvez, mas é mais comum do que tu pensas, especialmente nos países do primeiro mundo.

Certamente, existem muitas pessoas que querem mesmo uma oportunidade para trabalhar para saírem da pobreza. Nós precisamos criar oportunidades para ajudar as pessoas a experimentar o dom do trabalho e as muitas manifestações maravilhosas do trabalho para a prosperidade.

Nós também temos de considerar as crianças das pessoas que são vítimas destas culturas, e que, sem formação próspera, irão perpetuar este ciclo disfuncional para os filhos dos seus filhos.

Vamos TRABALHAR juntos para pôr fim ao ciclo da pobreza desta geração. Deus abençoe a ti e aos teus!

Se gostarias de subscrever a minha newsletter, inscreve-te aqui: https://krisvallotton.com/

Estás a trabalhar para acabar o ciclo da pobreza? Conta-me nos comentários abaixo.

Topics: InspiraçãoSem categoria


¡

More Resources

    comments