Chamando Todos os Anjos - Kris Vallotton

Setembro 12, 2016

Quando Moisés levantou os braços no topo da montanha, Josué derrotou o exército inimigo. Mas o que é que realmente fez Josué ser bem-sucedido naquele dia? O que é que aconteceu no exército do inimigo que fez com que os levasse repentinamente, de uma vitória para uma derrota? Esta é uma pergunta que vale milhões de dólares, porque se podermos engarrafar o sucesso, nós podemos mudar o mundo.

Eu acho que tenho a resposta para o sucesso do Josué, apesar não caber numa garrafa. Eu creio que anjos ajudaram Josué a derrotar o inimigo quando Arão e Hur seguraram nas mãos de Moisés.

Autoridade Apostólica

Deixa-me explicar isto assim. O livro de Apocalipse dá-nos grandes informações sobre a forma como a autoridade apostólica funciona no reino invisível.  Jesus disse ao apóstolo João,

Ao mensageiro da igreja de Éfeso, escreve: Assim diz o que tem as sete estrelas na mão direita, o que caminha no meio dos sete castiçais de ouro: Eu conheço bem as tuas obras, os teus sacrifícios e quanta paciência tens tido. Sei que não suportas os maus e puseste à prova os que se dizem apóstolos, e sei que descobriste a sua mentira. Tens sido perseverante, tens sofrido por minha causa e não perdeste a coragem.” Apocalipse 2:1–3

Repara que Jesus comissionou João para escrever sete cartas que tornaram-se mandatos apostólicos para as sete igrejas da Ásia. Mas, percebeste o facto de que não foi dito a João para escrever as cartas aos líderes naturais dessas igrejas? Ao invés, ele foi instruído a escrever as cartas aos sete anjos das sete igrejas. Uau! O que nós aprendemos nesta passagem é surpreendente. Nós vemos que verdadeiros ministros apostólicos têm anjos que lhes foram atribuídos. Estes anjos estão encarregados de cumprir uma missão ditada por um mandato e metron de um determinado apóstolo. A palavra metron significa o domínio ou limites da influência de um líder espiritual (ver Romanos 12:3; 2 Coríntios 10:13). Neste caso, João tinha autoridade sobre sete regiões geográficas específicas, e, por isso, ele tinha sete anjos atribuídos a ele.

Anjos Reconhecem Autoridade

É minha convicção pessoal de que um dos elementos essenciais que deu início a esta era apostólica é que os anjos já não reconhecem a autoridade do denominacionalismo baseada no desempenho. Na verdade, são os anjos que respondem às nossas orações e cumprem as nossas profecias (ver 1 Coríntios 11:4, 10). Anjos são mencionados mais do que 180 vezes só no Novo Testamento. Para onde é que foram os anjos da Igreja do século 21? Como é que seria o mundo se, de repente, nós contratássemos ajuda angelical neste planeta com a mesma intensidade que eles fizeram no primeiro século? Eu acho que nós estamos prestes a descobrir, à medida que somos reformados para este novo odre de vinho apostólico.

Para mais informações neste assunto, confere o meu livro Heavy Rain.

Se gostarias de subscrever à minha newsletter, inscreve-te aqui.

Já experimentaste ajuda angelical? Conta-me sobre isso nos comentários abaixo.

Topics: InspiraçãoSem categoria


¡

comments