4 Chaves Para Uma Família Próspera - Kris Vallotton

Agosto 30, 2017

O meu filho Jason diz, “Eu geralmente tenho problemas maiores do que eu, mas eu nunca tive um problema maior do que a minha família.” Como pai dele isto é uma das coisas mais poderosas e encorajadores de ouvir e se tu não sabes a história do Jason eu prometo-te que ele não está a diz isto só por dizer. Famílias fortes são a forma como Deus mostra à humanidade como são os relacionamentos no céu.

Hoje, eu quero continuar a nossa conversa aqui no blog sobre casamentos saudáveis e famílias saudáveis. Caso ainda não tenhas lido, recentemente, eu escrevi sobre a importância de ter um casamento saudável como fundação ou base para uma família saudável. Agora vamos dar uma olhada mais além sobre o que é que faz uma família se dar bem, seja isto no casamento, filhos ou irmãos. Aqui estão quatro das minhas chaves favoritas para uma família próspera:

1) Comunicação—do tipo honesta, real e com respeito. Deixa-me começar por dizer que o objetivo de uma boa comunicação não é estar de acordo, mas sim, percebermo-nos uns aos outros. Se o objetivo da comunicação fosse ganhar um argumento, (estar certo), seria impossível reconciliar a relação. A comunicação, pela sua própria natureza, não pode ter um perdedor e um vencedor; só pode ter dois vencedores.

Um dos principais objetivos de uma família saudável é criar um espaço seguro para ouvir e ser ouvido. Eu não estou a dizer ouvir com os teus ouvidos e depois continuar com aquilo que tu queres dizer. Nada disso! Eu quero dizer, ouvir com o teu coração e não com a tua cabeça. Para lá de ouvir, é importante criar uma cultura de família onde tu partilhas aquilo que tu sentes e não apenas aquilo que tu pensas. Provérbios 18:2 diz, “Não toma prazer o tolo no entendimento; senão em que se descubra o seu coração.” Não sejas um tolo que apenas quer partilhar a tua mente. Mas, em vez disso, ouve com intencionalidade, faz perguntas para ganhar clareza e assegura-te que as outras pessoas se sentem ouvidas e percebidas. Eu também não estou a dizer que entender uma pessoa é concordar com ela! Não podes basear o sucesso de um conflito no facto de concordares com a pessoa ou não, porque se assim for, vocês irão manipular-se um ao outro para que possam pensar da mesma forma! Perceber significa, eu ouço-te, eu simpatizo contigo e eu quero te ajudar.

2) Conexão–significa que têm os vossos corações ligados e nada vos pode separar. Isto significa que vocês se escolhem um ou outro, todos os dias. E em tempos de problemas, assegura ao teu amado/a que o teu compromisso para com ele/a é inabalável. Promover a vossa conexão significa atender às necessidades de cada um e escolher intencionalmente satisfazer as suas paixões, em vez das tuas. A vossa conexão precisa de ser protegida. Muitas das pessoas castigam as suas famílias (mesmo que não chamem a isso um castigo, na verdade é) desconectando-se quando se sentem magoados. Pensa em dar a alguém o ombro frio – esta é uma maneira pró-ativa de desconectar e punir os outros. Isto não é, de todo, ajudar as pessoas a se sentirem seguras e valorizadas no relacionamento! Lembra-te, o amor cobre uma multidão de pecados.

3) Confiar–é a base para todos os relacionamentos. A palavra de uma pessoa é o vosso vínculo e nós temos de fazer de tudo o que está no nosso poder para cumprir o que prometemos com os nossos votos. Se vocês não podem confiar uns nos outros em família, nunca te sentirás seguro para seres livre e vulnerável no relacionamento. Então, como é que estabeleces confiança? Tu escolhes honestidade, que é a verdade em ação. Colossenses 3:9 diz, “Não mintais uns aos outros, pois que  vos despistes do velho homem com os seus feitos…” A honestidade não é apenas a melhor política, mas é a única política em família. E já que estamos no assunto, a omissão de informações é decepção! Particularmente num casamento, um relacionamento marido e mulher é uma relação de divulgação completa. Qualquer coisa menos que isso é um fundamento rachado e manter segredos sobre dinheiro, sexo, relacionamentos ou opiniões sobre assuntos importantes destrói a confiança.

4) Consistência–onde a tua repetição é a tua reputação. Isto aplica-se no casamento onde é a tua responsabilidade apresentares-te de forma consistente no relacionamento. É sempre melhor prometer e superar para que as pessoas na tua vida saibam que quando tu dizes que vais fazer algo, elas podem contar contigo para o fazer. Isso também se aplica aos pais e especificamente na disciplina. A disciplina não é punição. A disciplina diz, “Eu te amo demasiado para te deixar continuar a ter essa atitude.” As crianças devem poder contar com a tua resposta consistente sempre. Além disso, o marido e a esposa precisam ter uma frente unida ao lidar com os seus filhos.

Os pais não devem pintar o outro cônjuge como o mau, ou ter pena da criança.

Perdeste As Tuas Chaves?

Hoje eu quero orar por todos aqueles que perderam uma ou todas estas chaves. Talvez, tu nunca as tiveste como tuas desde o início. Bem, eu estou aqui para te dizer que hoje é um novo dia! Tu podes dar um passo em direção a uma família mais saudável. Eu quero te encorajar hoje a tomar algum tempo e ver quais destas chaves se destacam mais. Ou talvez, Deus tem outra coisa que Ele quer falar contigo, então pega nessa chave, fica com a certeza de que é tua para usar, e vê Deus desbloquear amor e liberdade no teu coração e naqueles mais queridos para ti. Eu te liberto de qualquer condenação ou medo de estragar isto em nome de Jesus! Eu te digo que tu estás a ser transformado pelo amor de Deus e pela renovação da tua mente. Que estas palavras sejam vida sobre ti! Como é que podes dar um passo, hoje, na direção de ter uma cultura familiar saudável? Gostaria de ouvir sobre ti nos comentários!

Topics: CasamentoMoralidadeSem categoria


¡

comments